Acervo Histórico do Livro Escolar - AHLE

O ACERVO HISTÓRICO DO LIVRO ESCOLAR é formado pelo conjunto de livros escolares das antigas bibliotecas públicas infantis da cidade de São Paulo.

Com 5 mil volumes, o Acervo é composto por cartilhas, manuais escolares de todas as matérias de ensino, antologias literárias e livros de referência de uso escolar, entre outros, do século XIX até a década de 1980 e abrange os cursos primários, os secundários, os de formação de professor e o ensino técnico.
O Acervo está localizado na Biblioteca Infantojuvenil Monteiro Lobato, equipamento da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo.

Neste blog serão publicadas informações sobre esse acervo.


Seja bem-vindo.







terça-feira, 29 de maio de 2012

Práticas de Leitura



Na  escola primária de São Paulo, nas primeiras décadas do século 20, livros escolares com textos curtos sobre o universo da criança e livros de literatura infantil foram utilizados  para a prática da leitura.

Naquele momento a recente indústria editorial brasileira buscava no Estado uma fonte de recursos, já que livros de uso escolar eram adquiridos pelo poder público (o que acontece até os dias atuais).  Assim muitos autores pautavam sua produção nessa direção.

Um exemplo de aproximação entre livro escolar e literatura infantil é a publicação Narizinho Arrebitado de Monteiro Lobato, com a recomendação do autor: “para uso nas escolas primárias”. Jogada de marketing?  Publicado em 1921, com a “imprudência editorial” de 50 mil exemplares, o livro foi ofertado para os Grupos Escolares e escolas do Estado de São Paulo. Em uma visita do então Presidente do Estado, Washington Luiz a escolas da capital, surpreendeu-o um livrinho que as crianças carregavam. Era o tal Narizinho Arrebitado. Mandou então que se comprasse e fosse distribuído nas escolas. Com isso a grande tiragem esgotou-se. (1)

Livros de literatura infantil com dizeres “de uso escolar” ou “recomendados como livro de leitura” etc. eram comuns e forma de terem penetração no ambiente escolar e muitas vezes, serem adquiridos pelo Estado.
O AHLE possui, além de cartilhas, livros de primeiras leituras; livros de leitura escolar; de comunicação e expressão; antologias; livros de literatura brasileira e  luso-brasileira. Esses livros  referem-se aos cursos primário e secundário, para usar linguagem mais corrente, já que denominações de graus de ensino mudaram com o tempo por conta das legislações educacionais.

Esses livros, sem dúvida, nos indicam a história do livro didático de Língua Portuguêsa  em todas as suas subdivisões.




Notas:
[1] CAVALHEIRO, Edgard. Monteiro Lobato Vida e Obra. SP, Cia Ed. Nacional, 1955 p.570/571.



Nenhum comentário:

Postar um comentário